Identificar uma seita não é tarefa fácil, mas alguns detalhes são importantes e podem ser facilmente observados nos ARAUTOS DO EVANGELHO:

O RECRUTAMENTO

No início do recrutamento a identidade e verdadeiro objetivo não são revelados. Oferecem amizade e aceitação instantânea. Quem recruta novos adeptos não aceita nenhum tipo de resposta negativa, sem antes fazer a pessoa se sentir culpada ou ingrata.

No PROJETO FUTURO E VIDA a disponibilidade para buscar as mães e familiares para participarem das atividades é algo surpreendente, sempre a disposição os membros da sede local não permitem nem que se recuse tal oferta tão generosa. Mas logo a proposta de dormir na sede para a criança de 11 anos é feita e sutilmente inicia-se o afastamento familiar.

O CURSO DE FÉRIAS é o segundo estágio, as crianças passam de 10 a 15 dias em viagens encantadoras, que muitas famílias não podem proporcionar, durante esse período quase não se comunicam com seus responsáveis, o que é justificada pelo excesso de atividades diárias e dificuldade de sinal telefônico. E no tão famoso CURSO DE FÉRIAS a alienação começa, notoriamente as crianças voltam transformadas! Os pedidos para morar na sede passam a ser diários, as orações são interruptas, nada mais parece agradar à criança.

No mundo a sua volta fiéis de outras religiões são vistos numa perspectiva “negra”(até mesmo os próprios familiares são considerados a perdição do membro) VEJA NO ARTIGO SOBRE A FMR, o fim do mundo é iminente (A BAGARRE). Fazem a criança acreditar que precisam pertencer ao grupo para ser salvos/curados.

Ainda na fase de recrutamento a prática de Bullying faz parte da estratégia, a criança quieta e sem entusiasmo é chamada de “sabugo” (a imagem é tirada do sabugo do milho, que não presta para coisa alguma); Aquele que se opõe a Plínio Corrêa de Oliveira em qualquer assunto é chamado de “Fumaça”; “Todos que não pertencem ao grupo são encarados como fracos, enganados, perdidos,  do mundo.” FATINHOS (histórias contadas pelos arautos) sobre crianças que não foram mais para a sede ou foram PROIBIDOS pelos pais são contados a todo momento e nessas histórias é dito que crianças morreram, viraram drogadas, prostitutas e etc.

A PROGRAMAÇÃO MENTAL

“Os novos integrantes são avisados de que os familiares e amigos vão lhe questionar e até mesmo falar mal do grupo. Dentro de pouco tempo, os novatos passam a só confiar em outro membros. Os líderes alegam receber revelações divinas e se afirmam únicos profetas, porta-vozes de Deus para humanidade neste tempo.”

Quando a criança passa a morar na sede local ou frequentar uma escola dos Arautos do Evangelho, o ensino é direcionado com o uso de material didático próprio onde textos de Plínio Corrêa de Oliveira e João Clá Dias são introduzidos paulatinamente. INCLUSIVE AS REFEIÇÕES SÃO TODAS FEITAS ASSISTINDO VÍDEOS DAS REUNIÕES DE PLÍNIO.

Muito rápido as crianças recebem o HÁBITO e dizem a todo momento que são vocacionadas, são manipulados a cultuar Plínio Corrêa, sua mãe Dona Lucília, e idolatrar o fundador (João Clá) a tal ponto de as crianças disputarem e andarem com relíquias feitas com pedaços de cabelo, unha, pele, sangue, roupa de João Clá.

O PAPA FRANCISCO ENCONTROU OS RESPONSÁVEIS PELA PASTORAL VOCACIONAL NA EUROPA (06/06/2019) E DEIXA CLARO QUE:

Quem trabalha com os jovens, portanto, não deve impor, mas sim acompanhar, guiar e ajudar para que o encontro com o Senhor os faça ver qual é o caminho da vida”.

https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2019-06/papa-francisco-jovens-pastoral-vocacional-europa.html

“As seitas enfatizam a natureza pecaminosa do indivíduo e a necessidade de purificar a velha personalidade. (UM NOVO NOME É DADO AS CRIANÇAS) Estudo e trabalho são obrigatórios, tomando quase todo tempo do novo membro. Tornando-o ocupado de mais para formar, ouvir ou até pensar sobre outras opiniões. Família, amigos e os passatempos são postos de lado. O pensamento crítico é PROIBIDO, interpretado como orgulho e pecado.”

RETENÇÃO

“Controle à informação, isolamento e alienação, coerção, medo e fobias, empenho e entusiasmo. Tudo dentro do grupo é controlado, o que se pode ver e ouvir. É proibido o contato com ex membros ou qualquer pessoa que seja contrário ou crítico ao grupo.”

Em pouco tempo as crianças já então morando nas casas em São Paulo, momento que o tratamento muda drasticamente. “O ESPÍRITO EREMITICO” para se alcançar a santidade é algo desumano.

SÃO CRIANÇAS!!!

  • OBRIGADAS AO SILÊNCIO (PALAVRA FECHADA);
  • ENSINADAS A AUTOFLAGELAÇÃO;
  • OBRIGADAS A USAR O HÁBITO A TODO MOMENTO (RESSALVA PARA O MATERIAL O QUAL O MESMO É PRODUZIDO CONSIDERANDO O CALOR DO NOSSO PAÍS) UMA ROUPA DE CRUZADA MEDIEVAL;
  • BOTAS DE CAVALARIA E SAPATOS O TEMPO INTEIRO (FUNGOS E PROBLEMAS ORTOPÉDICOS SÃO COMUNS);
  • A MARCHA É TREINADA TODOS OS DIAS, DEBAIXO DE UM SOL ESCALDANTE, CARREGANDO ALABARDA, MACHADOS E ETC, POR HORAS.
  • O TEMPO INTEIRO EM ATIVIDADE, POUCAS HORAS DE SONO E UMA ALIMENTAÇÃO INADEQUADA (CONTANDO COM LONGOS PERÍODOS DE JEJUM).

“O Medo do mundo, de pecar e de outras pessoas é aumentado. Ensina-se que lhe acontecerá algo terrível se estiver fora do grupo. (Não existe nenhuma maneira honrosa de deixar a seita) trabalhar para o crescimento do grupo é essencial e por mais que se esforce nunca será o suficiente.”

O RESULTADO

Dependência, desordens pessoais, capacidade diminuída. O adepto fica com uma dependência forte e infantil do grupo. Muitos passam a ter depressão, ansiedade, desorientação, stress, comportamentos neuróticos, psicóticos e até mesmo tendências suicidas. Perde a capacidade de pensar de forma clara e ou por si só (ATÉ EM COISAS ROTINEIRAS COMO GOSTOS POR COMIDA, TIPOS DE ROUPA, CORES E ETC) PERDEM A IDENTIDADE.

Família e amigos já não fazem parte da nova realidade. Exploração financeira, física/mental. Pode ser manipulado a fornecer mão-de-obra barata ou gratuita ao grupo.

O rastro de destruição promovido por essa instituição não se restringe apenas ao membro, toda família em pouco tempo se desestrutura.

Que Jesus Cristo tenha misericórdia.