Um conselho para você, que é mãe ou pai de uma criança que está nos Arautos do Evangelho.

Se depois de leituras, de ver os vídeos dos tais “exorcismos”, de conversar com ex-membros, etc; você se deu conta da grandíssima roubada e do perigo imenso que sua criança está correndo naquela organização, não duvide, a primeira atitude que você tem a obrigação de tomar, caso seu filho seja menor de idade, é: pegue seu carro agora mesmo, entre naquela fortaleza e retire seu filho de lá. Você não deve explicações a nenhum dos que ainda  lá se encontram, pois, aliás, são todos vítimas de manipulação mental, em outras palavras, de controle mental. E esse tema é mais sério do que você pode imaginar e conta com ampla literatura.

Depois de retirar a sua criança daquele calabouço psicológico, já distante do perigo, você terá outra missão: dar à sua criança os motivos, e mostrar para ela que a vida é algo muito mais bonita, aproximando-a dos amigos e dos seus familiares. Claro, esperando que a criança tenha esse ambiente em casa, senão será muito mais difícil o longo processo de desprogramação mental.

Não pense que os Arautos deixarão sua criança em paz. Eles mandarão “coleguinhas internos” ligarem para o seu filho ou filha; forjarão “encontros acidentais” na rua, para poderem acessar novamente a personalidade sectária já instalada na mente da sua criança. Seja prudente. Mude o número de telefone, corte toda comunicação.A sua missão não é converter os que lá estão, mas salvar a pessoa que você mais ama: sua criança. Para um ser humano ter a mente invadida, ter a personalidade roubada, bastam poucas horas. E, com dias e anos, esse roubo só se aprofunda, tendo como resultado o fortalecimento de uma outra personalidade (a sectária) que, aos poucos, vai tomando o controle e criando uma prisão psicológica, invisível.

Há sobreviventes de seitas, ex-membros, que, depois de anos fora da seita, ainda encontram-se com nós psicológicos, resultados das programações forçadas que padeceram; em outras palavras, encontram-se, ainda, prisioneiros. Há muito o que se fazer. Não dê por descontado as coisas. Ofereça, no tempo certo, uma terapia para a sua criança. Por último: não se culpe, mãe ou pai. Você também foi vítima de uma situação manipuladora, ao permitir a ida do seu filho.

A Igreja Católica Apostólica Romana conta com vários grupos manipuladores com selo pontifício. Os Arautos são só mais um deles. Nos escandaliza que a hierarquia não faça nada, mas, é um fato: a hierarquia não faz nada e, pior, aprova, oficializa essas organizações. A resposta mais lógica é a financeira. Tais grupos devem ter a sua grossa contribuição na parte do bolo. Enfim, deixemos os eclesiásticos serem julgados por suas obras. E você, mãe ou pai, corra. Não perca mais um minuto. Faça como uma mãe que conheci esses dias: pegou o carro, invadiu a masmorra dos Arautos em São Paulo e arrancou literalmente o seu filho, menor de idade, daquela casa. E hoje, seu filho, já se encontra bem em casa e retomando a própria vida. Não sem os ataques dos Arautos que mandam os “coleguinhas internos” ficarem ligando para a casa dela.O seu filho é a sua missão perante o verdadeiro Deus. Esses grupos que se usam da estrutura da Igreja Católica, que usam o nome de Deus e de Nossa Senhora, etc, um dia serão julgados pelas suas obras de trevas.