Os pais de São Francisco são contrários à sua vocação. No fim, são convertidos e  pais e filho são unidos pela fé.

Nos Arautos do Evangelho é ao contrário.Os pais das crianças  são a favor da vocação. Mas no fim, quando descobrem a mentira do culto pliniano, as famílias se dividem. Filhos se viram contra os pais para seguir a fábula criada por João Cla.

Os Arautos do Evangelho gostam de  histórias de Santos para justificarem sua falsa doutrina. Então, eles escolhem os santos que podem ajudar a montar um mosaico para  transmitir a mensagem que lhes convém para a criança. Eles  não escolhem qualquer santo. No caso de São Francisco por exemplo, a história usada internamente é toda distorcida para sugerir que ele  abandonou sua vida rica, contrariou seus pais e até os abandonou para cumprir sua missão, sua vocação. Mas, a verdadeira história é que  São Francisco era um jovem, já maior de idade que  decide largar sua fortuna contra vontade dos pais e diante dessa situação o pai resolve prender São Francisco. São Francisco, apesar de ser maior de idade, humildemente se sujeita a prisão e mais tarde ainda consegue provar o pai sobre sua fé e consegue converter pai e mãe. Uma história linda  de conversão de família,de  união da família em prol da verdade e da fé. Mas nos Arautos, a história é bem diferente.

Os pais, diferente dos pais de São Francisco, aprovam a vocação de seus filhos, que são crianças,diferente de São Francisco que era adulto.As crianças vão sendo colocadas contra a família, a mesma que consentiu sua entrada e sua ” vocação”. A criança lá dentro vai aprendendo  paulatinamente que  a  família é um obstáculo para sua salvação e quando o pai descobre a mentira que é contada internamente, muitas vezes, a lavagem cerebral já foi feita e muitos nem confiam mais nos pais.Tudo que começa com uma mentira termina em mentira e a mentira gera separação, divisão entre os pais e filhos, que é na verdade plantada pelos Arautos do Evangelho.  Os pais que conseguem tirar seus filhos precisam ter a certeza de que os estão salvando! Com os filhos de volta em casa, a  verdade, a paciência, o amor  e o tempo vão desfazendo as mentiras e a verdade libertadora volta a unir pais e filhos.