Por muitas vezes vítimas de abusos não denunciam por medo de serem consideradas mentirosas ou até por terem uma relação muito próxima de seus abusadores. É um momento extremamente dolorido reviver tudo que aconteceu, contar com detalhes o que gostaria de ser esquecido e por muitas vezes é. Várias vítimas só conseguem relembrar esses fatos após sessões de terapia ou com grande esforço e sempre que esse assunto é abordado novamente causa grande dor.
MAS É PRECISO QUE HAJA DENÚNCIA PARA QUE O ABUSADOR SEJA RESPONSABILIZADO PELO SEU ATO. As autoridades precisam ter conhecimento para tomarem as medidas cabíveis, evitando que novas vítimas sejam feitas. Mesmo que tenha passado algum tempo é muito importante denunciar.
De acordo com a lei nº 12.650/2012 do Código Penal a contagem do prazo de prescrição contra a dignidade sexual praticados contra a criança e adolescente, só começa a contar da data em que a vítima fizer 18 anos, caso o Ministério Público não tenha antes aberto a ação penal contra o agressor. Assim, as vítimas possuem até 20 anos após a prática dos crimes para denunciarem o agressor. Exemplificando, uma criança sofre um abuso aos 9 anos de idade terá até os seus 38 anos para denunciar o abusador.
Recentemente o Papa Francisco tornou OBRIGATÓRIO que religiosos denunciem os abusos. Deixou claro a necessidade em acolher as vítimas e não deixar que o medo controle as pessoas.

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/05/09/papa-francisco-torna-obrigatorio-bisposdenunciarem-casos-de-abusos-sexuais.ghtml
https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2019/05/papa-francisco-emite-decreto-que-obrigabispos-a-denunciar-casos-de-abuso.shtml

A quem se deve procurar ????

  • O disque 100 é um canal aonde a denúncia pode ser feita de maneira anônima ou identificada;
  • Os números da POLICIA CIVIL E MILITAR SÃO respectivamente:

181

190

  • Sua eminência cardeal Dom João Braz de Aviz: Através do e-mail:

jbaviz@gmail.com

  • E através do nosso campo de contato, podemos te auxiliar que esses crimes não fiquem impunes!

VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO, DENUNCIE!