A SANTISSIMA TRINTADE – JOÃO CLA, PLINIO CORRÊA E LUCÍLIA

Em agosto de 2015, conheci os Arautos do Evangelho com minha mulher e filhos através de um terciário de Niterói. Comecei a frequentar as missas na sede do Rio de Janeiro. Fiquei encantado com toda a devoção a Nossa Senhora e comecei a me interessar em ser um católico mais fervoroso com minha mulher. Aprendi a rezar o terço e muitos ensinamentos me fizeram uma pessoa melhor. O convívio era muito bom e sempre partilhávamos ensinamentos da doutrina católica.

Porém, em julho de 2016, decidimos participar do congresso anual de São Paulo. Ali, começamos a perceber que o foco deles era a vida de Plínio Correia de Oliveira. O três dias de palestras foram dedicados a vida desse senhor, sua mãe e o atual fundador, João Cla Dias. Soubemos da morte de uma irmã, Lívia, um dia antes de começar o congresso de maneira muito estranha. Já circulava a imagem dela no caixão e já era tida como santa. Nos meses seguintes , fomos informados de que um meteoro estava próximo de atingir a terra e que era para nós nos prepararmos com estoque de comida. Como terciário , eu achava que  também deveria idolatrar seus fundadores. Até “relíquias” foram apresentadas como; rosas secas do enterro de dona Lucília e unhas cortadas do dr Plínio Correa. Comprei vários livros da tese do João Clá  e até uma máquina de vácuo para guardar alimentos acreditando que as orientações eram verdadeiras e que o fim dos tempos, que eles chamam de “bagarre”, “confusão” em francês, que, segundo eles, iria acontecer mais para o final do ano passado, proporcionando uma verdadeira corrida a velas abençoadas difíceis de encontrar porque teria que ser a do dia dois de fevereiro e fazer provisão de alimentos para os dias difíceis que estariam logo por vir, e que um meteoro cairia próximo ao EUA e que o fundador já teria pedido para todos os integrantes dos Arautos que residiam lá saíssem imediatamente daquele país, enfim, a confusão, em vez de ser sobrenatural, era causada por eles próprios, e nós é que estávamos sendo suas vítimas.

Hoje, grande frustração de sair de uma instituição que, pensávamos, estar nos levando para próximo da verdade e de tudo que os católicos desejam de integração com pessoas comprometidas com a Igreja, de sermos a verdadeira Igreja, mas que na verdade estávamos completamente enganados. Com mentiras e panos de fundo, que leva a uma verdadeira lavagem cerebral, principalmente aos menores que estão “internados” sobre o mesmo teto que eles e também a muitos terciários, a idolatria e santificação aos seus fundadores são incutidos até que, finalmente esses integrantes acreditem que a santíssima trindade deles sejam o monsenhor João clá, Plínio correia e dona Lucília.

Os vídeos, com todas as suas atribuições de reuniões secretas, procedimentos não autorizados como, por exemplo, exorcismos realizados em menores com  idolatrias, sendo claramente expostos em horas de gravação, não foram até  agora justificados pela instituição, a não ser uma ridícula tentativa de dizer que foram editados, mas  já comprovado que não foram.

Hoje, frustrado, sem um posicionamento da Igreja, perdi todo o contato e convívio com as pessoas da sede e ainda sou tido como uma pessoa que não entende esse carisma e que a Igreja deu a chancela aos AE por dois papas e ainda continua a aprovar. Fico pensando que moral terei para sustentar a verdade de que são uma seita se a Igreja não intervier? E as pessoas inocentes que ainda direta ou indiretamente estão nessa canoa furada? O que poderá ser feito para que seja restabelecida a normalidade de uma Igreja Santa Una e Universal a tantos integrantes desta instituição perdidos pelo mundo inteiro?

Confio no corpo eclesiástico para poder, com verdadeiros pastores, conduzir o seu rebanho.

ASS. EX TERCIÁRIO

Cidade de origem Niterói

4 comentários em “A SANTISSIMA TRINTADE – JOÃO CLA, PLINIO CORRÊA E LUCÍLIA

  1. Vivemos tudo isso em nossa família. Uma sobrinha começou a frequentar os AE com 12 anos. E qdo descobrimos o que eles pregavam e vimos os vídeos ela foi retirada de lá pelos pais. E aí viveram meses de horrores. Ela batia nos pais e dizia não prezar ninguém da família. Ela estava prestes a completar dezoito anos e não conseguiram mais embargar a volta da filha. Ela continua lá contra a vontade dos pais.

    Curtir

  2. Impressionante relato. Especialmente, no que se refere a vinda do castigo.
    Em outras ocasiões, nunca se colocou data ou acontecimento iminente da Bagarre.
    Essa história Da queda do meteoro, bem mostra o quanto a uma histeria coletiva causada pelo fundador João clar da queda do meteoro, bem mostra o quanto a uma histeria coletiva causada pelo fundador João Cla.

    Curtir

  3. Pra quem só vê a beleza, a perfeiçao e a religiosidade dos Arautos, parece impossível acreditar em todos esses relatos!!! A questão é que antes de 2017, época que saíram os vídeos, as famílias sofriam mas acabavam aceitando, tanto pela dúvida da vocação, como pela insistência dos filhos e dos Arautos pela permanência na instituição. Alguns casos isolados não faziam diferença pra eles, se preciso mandavam de volta pra casa, como se devolve qualquer coisa, diferentemente do tratamento inicial, que de tão perfeito, ludibria até mesmo os mais espertos!!!
    Porém, após os vídeos, várias famílias tiraram ou tentaram tirar seus filhos do Arautos, uns arrancaram sem nenhuma conversa, outros foram convencidos ou pelo menos mais uma vez enrolados, sendo que agora sem aquele fascínio que ludibriava, mas ainda com a dúvida da vocação e a dó do filho que insistentemente implorava pela permanência e tbm aqueles que não conseguiram nada, devido os filhos serem maiores, os quais ainda passaram a menosprezar mais ainda a família por acreditarem nas coisas que estavam acontecendo.
    A grande diferença é que agora não são mais casos isolados, muitas coisas foram esclarecidas, diante da quantidade de pessoas que passaram pela mesma experiência, sendo umas piores que outras, como os relatos em outros posts deste Blog. As dores se unem num só sentimento de saber que tudo isso não faz sentido, que toda a beleza e perfeição e a própria natureza católica tentam esconder o fundamento da “trindade aráutica”, totalmente inconcebível, que não se sustenta mais!!! Com certeza muitas pessoas já abriram os olhos e a cabeça pra isso!!!
    A responsabilidade de um cristão é procurar a verdade e a justiça!!! Principalmente nesse caso que famílias e crianças inocentes estão sendo manipuladas para o bem de algo, que por mais que se fundamente na transmissão da doutrina católica, tem como PRINCIPAL FUNDAMENTO a adoração e essa ” TRINDADE”, Plínio, Lucília e João Clã, onde precisam de soldados pra manter a instituição e pra servirem de adoradores cegos e discípulos formados pela doutrina desde à infância, quando ainda não tem discernimento pra encarar tantas informações plantadas em suas mentes e regadas pelo fascínio pelos fundadores, pela beleza, pela riqueza e por coisas sobrenaturais, que juntamente com o medo do inferno e tantas outras historia absurdas, acabam deixando várias crianças e adolecentes com problemas piscológicos que chegam até a acreditar que estão possessos espiritualmente, chegando a passarem por supostos exorcismos, onde em alguns casos os padres dos Arautos fazem perguntas, ao suposto demônio e a pessoa “possessa” responde coisas de acordo com a doutrina deles. Difícil de acreditar como essas pessoas crescem, se tornam até padres, com uma inteligência admirável, possam permanecer nesse fanatismo totalmente fora dos princípios cristãos, e bastante contraditório ao que passam pra sociedade. Seria hipocrisia???mas isso não condiz com perfeição!!! Que Deus tenha piedade dessas pessoas, e que um dia possa revelar a verdade a elas, foram enganadas, mas como fazê-las acreditar nisso??? Elas aprenderam a viver num mundo “perfeito” longe do pecado, inclusive da FAMÍLIA, tudo para o bem da sua alma, de seus fundadores e da sua verdadeira família Arautos!!! E essa BAGARRE que nunca chega??? Até eu estou ansiosa pra dizer um dia, ” por que a BAGARRE não aconteceu”!!!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Essa dona Lucilia nem tem processo de canonização e um padre dos arautos me pediu pra fazer minhas orações pedindo a intercessão dela, ele ainda disse que para o problema que eu passava com meu esposo só dona Lucilia poderia resolver. E não é que eu caí nessa e rezei pedindo a intercessão dela? Até que um dia me dei conta que não estava mais pedindo a intercessão de Nossa Senhora, mas dessa tal Lucília, que ninguém sabe quem ela foi. Dizem que era uma madame que só fez primeira comunhão com 30 anos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s